quarta-feira, 26 de maio de 2021

VIRADA DE PÁGINA II

Papel jornal, couché, off-set, polén, reciclado, kindle ou pdf


O Demônio de Hell’s Kitchen sempre foi agraciado com ótimos roteiristas: Brian Michael Bendis, Ed Brubaker, Ann Nocenti, Mark Waid, Chip Zdarsky… a lista é longa. Mas o principal destaque continua sendo Frank Miller, foi ele quem pavimentou toda mitologia do homem sem medo, abrindo caminho para boa parte do que seria feito depois. Vários de seus trabalhos com o Demolidor tornaram-se clássicos dos quadrinhos (A Queda de Murdock, A Morte de Elektra, Roleta Russa, Amor e Guerra, The Man Without Fear, entre outros).

Tenho especial predileção pela edição 179 de Daredevil, de fevereiro de 1982, publicada no Brasil dois anos depois na saudosa Superaventuras Marvel nº 20. A história narrada em primeira pessoa pelo repórter investigativo Ben Urich chamou minha atenção ainda na infância. Com ares de literatura noir e sem vilões megalomaníacos ou seres superpoderosos, aquela crônica urbana me apontou outras possibilidades no universo das HQs, algo bem diferente do que eu estava habituado. Ainda sinto pela morte (naquele momento) do velho jornalista do Clarim Diário no desfecho da edição. Malditos cigarros. 



Um comentário:

Comente apenas se leu a postagem.

Related Posts with Thumbnails