terça-feira, 14 de agosto de 2012

RODRIGO


Quando minha mãe chama: “Digo
Vou brincando
Vou feliz
Pois eu sei que sou querido

Quando meu pai chama: “Digão
Vou correndo
Vou sem medo
Pois eu sei que é diversão

Mas quando um dos dois grita:
RO-DRI-GO
Fico quieto, nada digo
Pois eu sei que é perigo

(Trecho do livro infantil inédito 
UM MENINO CHAMADO RODRIGO)

29 comentários:

  1. Que bonitinho...
    É bem assim mesmo,chamou pelo nome...danou-se!rs

    ResponderExcluir
  2. Hahaha! Muito bom! Também era chamada de 'Aninha' e Ana maria...'

    ResponderExcluir
  3. Rs Que lindo.
    Comigo acontece a mesma coisa. Quando ouço alguém dizer: Patrícia Cristina... rsrs

    ResponderExcluir
  4. Que beleza! Poesia infantil de qualidade é coisa rara. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Nada mais certo! Minhas filhas sabem bem! kkkkkk
    Um grande bj

    ResponderExcluir
  6. Adoraria ler este livro
    infantil na íntegra.

    ResponderExcluir
  7. Escrever para criança é voltar a ser uma.

    ResponderExcluir
  8. Quando minha velha diz "Ricardo Alexandre", vixe, que é que eu fiz? rsrs Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Poesia infantil é pra gente grande também. Das boas, como essa, eu amo ler.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  10. Só muda o endereço rs...

    Bonito, Herculano.

    Bjo!

    ResponderExcluir
  11. Que fofo, Herculano... Lindinho mesmo. Meu pai me chamava pelo nome inteiro e eu começava a pensar o que poderia ser, daquela vez... hihihi...

    Infância é poesia.

    ResponderExcluir
  12. Muito Bom estas Rodriguisses. Poesia e afeto.

    ResponderExcluir
  13. Gostei tanto dessa poesia!A mais pura realidade!Mãe quando fica brava fala nome e sobrenome!...rss...parabéns!bjs e boa quarta!

    ResponderExcluir
  14. Pois é, por que será que é assim? Tem pessoas que quando me chama pelo nome completo até me arrepiam. Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. muito bom. ninguém escapa a essa regra!

    ResponderExcluir
  16. HAHAHAHAH sei bem como é, ainda mais quando se tem nome composto ANA CAROLINA

    ResponderExcluir
  17. mas quando se quer muito, mesmo que não se aviste nenhuma estrela cadente, no seu íntimo você deseja sempre que algo se realize, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  18. Nooossa, quanta babação de ovo dessa gente para um poema com um assunto tão clichê. Essa história de que quando nos chamam pelo nome é pq algo não está bem é tão antiga quanto as putas.

    ResponderExcluir
  19. Que lindo, adorei! Vou querer ler esse livro...

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails