quinta-feira, 17 de maio de 2012

OS OLHOS DA RUA

Gosto bastante de fotografia, muito mais de fotografar do que ser fotografado (nas fotos da festa da empresa ou do aniversário de um amigo, dificilmente estarei em alguma, embora eu esteja em todas). Gosto, principalmente, quando consigo fotografar aquilo que os meus olhos veem, e não o que apenas parece com o que vejo. Com tantos, e variados, dispositivos moveis a disposição do usuário, a fotografia tornou-se algo absolutamente comum nos nossos dias – algumas vezes, quase banal. Organizando meus arquivos digitais dos últimos anos, selecionei três momentos da minha cidade natal, Santo Amaro da Purificação, sem folclores ou caetanices:
RIO SUBAÉ, SANTO AMARO, 2007
ONDE MORA MINHA INFÂNCIA, 2005



A SOLIDÃO DAS ANTENAS DE TV, 2012

25 comentários:

  1. Uma beleza as fotos - simples e puras
    com a natureza das cores - verdadeiras!
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Bacana estas fotos história.
    Não tenho fotos da minha infancia.
    Tenho recordações que ficarm gravadas em minha memória!

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  3. Herculano, desconhecia esse seu lado fotógrafo, e estou, positivamente, surpreso.

    Hoje em dia qualquer juquinha empunha uma máquina fotográfica de última geração, mas poucos têm a sensibilidade de captar o instante.

    Fotografar é fazer poesia.

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  4. Não consigo explicar por quê, mas a das "antenas de TV" me agrada demais. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Que massa! Gostei das fotos, cada uma com sua particularidade. Porém, a do menino no rio me faz pensar muitas coisas... bota minha cabeça de geógrafa pra pensar!

    ResponderExcluir
  6. Locais e localizações, são mantidas por nós seres que nunca desistimos, isso marca a nossa vida.
    Gostei da postagem.
    Grande baraço,

    ResponderExcluir
  7. Muito legal. Agora conheço um pouqinho mais de Santo Amaro. Acabei de ler o post do Alexandre no Lost in japan e tb é sobre fotografia. OS japoneses andam numa moda retrô de votla Às cÂmeras analógicas, com filme. Interessante para quem gosta de fotografia.

    Abs,

    ResponderExcluir
  8. "a solidão das antenas de tv" dava um belo poema

    ResponderExcluir
  9. Bonito trabalho Herculano, fotografar é uma sem duvida uma bela arte e saber apreciar tbem. Gostei do seu espaço amigo, conteudo rico informações e beleza para encantar a alma poetica.

    ResponderExcluir
  10. Mexeu com a minha imaginação. Me sensibilizou os dois sentidos da perspectiva.

    ResponderExcluir
  11. Fotos são como palavras, trazem consigo uma mensagem diferente em cada ser. Gostei do post!
    Uma abençoada quinta-feira.
    Um grande abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  12. Mexeu com a minha imaginação. Me sensibilizou os dois sentidos da perspectiva.

    ResponderExcluir
  13. Me sensibilizou os dois sentidos da perspectiva.
    Amo fotografia.

    ResponderExcluir
  14. Fotos mt boas...
    Gostei!

    http://atravelerjourney.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  15. Além de fazer poema é um excelente fotógrafo. Parabéns.
    A propósito eu faço poema, pois reza a lenda que todo poeta é louco... não fujo à regra.
    Um xero pr'ocê!!!

    ResponderExcluir
  16. sua frase mais profunda é a contida entre parênteses! e sou igual vc. curto mais fotografar do que sair nas fotografias! nessas minhas andaças pelo mundo, fotografando por aí e compartilhando com um grupo de amigos e conhecidos, ouvi essa de um deles: gosto de suas fotos pq vc não tem a pretensão de parar em frente aos pontos turísticos pra registrar que "você esteve ali" (apesar de que algumas vezes faço isso sim!), mas você nos mostra o seu olhar sobre o local e as pessoas em si. e é verdade. é possível quem, em plena torre eiffel, enquanto todos estão fotografando e se fotografando com a torre, eu esteja clicando um vendedor de souvenir ou uma criança correndo atrás de pombos!

    bjs, querido!

    ResponderExcluir
  17. E quem ousará dizer que fotografia não é poesia?

    ResponderExcluir
  18. É assim que a gente conhece de verdade uma cidade.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  19. A pura visão de Santo Amaro da Purificação
    sem "caetanices"
    superbacana

    ResponderExcluir
  20. Registrar em uma foto o que escapa aos olhos não é tarefa simples. Gostei das fotos, principalmente da primeira.
    Eu sempre pisco em fotografias. Sabe o Earl, da série My Name is Earl? Então... eu sou como ele. Só não desenhei olhos nas pálpebras ainda.
    bjo

    ResponderExcluir
  21. Olá Herculano, mais uma bela faceta que te decubro, sou um admirador de fotografia, e também quase nunca apareço nas ditas...o nome é muito belo da 2ª foto: onde mora minha infância de 2005.
    ps. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  22. As fotos estão muito boas, ficam diferentes quando são tiradas com a alma.

    ResponderExcluir
  23. sabe aquelas fotos de reportagens? as suas ficaram bem parecidas.
    queria ter uma máquina pra tirar fotos.já fiz bastante isso com câmera do celular.

    ResponderExcluir
  24. Muito bom dividir conosco um pouco do teu olhar *.*

    ResponderExcluir
  25. Há uma linguagem não verbal nessas fotos... São praticamente um poema, cada uma delas. "Onde mora minha infância"... Lindas, tanto a foto quanto a legenda. Gostei de conhecer um pouco de Santo Amaro da Purificação.
    Espero que volte a postar suas fotos, Herculano.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails