terça-feira, 1 de dezembro de 2009

PRIMEIRO PERSONAGEM GAY DE MAURICIO DE SOUSA

          Independentemente de teorias mirabolantes e mensagens subliminares, sempre considerei, dentro dos quadrinhos produzidos por Maurício de Sousa, a “Turma da Tina” como a primeira, e verdadeira, “Turma da Mônica Jovem” - embora apenas recentemente tenha ganhado sua própria revista. Tina é sem dúvida sua personagem mais antenada com a juventude, surgiu em 1964 com visual hippie e foi se moldando às atualidades, hoje faz faculdade de jornalismo e tem um blog, mas tudo com o humor leve característico de seu criador.
           Maurício de Sousa, que foi muito criticado durante os anos da ditadura por se manter à margem do cenário político, diferentemente do argentino Quino e sua personagem Mafalda, demonstrou estar interessado nos novos tempos e na mudança de costumes ao nos apresentar Caio, na sexta edição da revista da Tina, seu primeiro personagem gay. Caio em latim quer dizer “alegre” e aparece como o melhor amigo de Tina já na capa da publicação. Maurício de Sousa, sem soar panfletário, polêmico ou oportunista, dá um passo importante na luta contra a intolerância e o preconceito ao abordar com naturalidade a diversidade sexual.
           O nonsense dos planos infalíveis é certeza de diversão, mas no momento em que os tribunais brasileiros legitimam seguidamente relações homoafetivas, permitindo que as crianças tenham em seus documentos o nome de duas mães ou dois pais, temas como gravidez na adolescência, drogas, violência urbana e aliciamento virtual não podem habitar um universo paralelo.

10 comentários:

  1. Você editou uma matéria que dá uma boa discussão. A questão que considero mais importante é o respeito as escolhas de cada um.
    Gosto da forma como expõe as suas idéias

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. sempre gostei da tina tmb, mas ela precisa rapidamente de um estilista de moda, ou de márcia amaral ! ok , esquece HAUFHAU

    ResponderExcluir
  3. Nossa, um grande passo!
    Você escreveu muito bem esse post, principalmente por se tratar de um tema tão polêmico que envolve tanta hipocrisia e mediocridade. Li os quadrinhos da Mônica por algum tempo, mas os da Tina, acho que só li umas duas ou três revistas...

    Parabéns pelo blogue, gostei muito dos seus escritos!


    Obrigada pela visita no meu cantinho, espero que tenha gostado e volte mais vezes!!

    Beijos!
    Boa Semana!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da informação!
    Minha monografia
    de pós-graduação
    em Direito Público
    envolve a homossexualidade.

    Um abraço,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  5. Sem dúvida, um passo importante e necessário. Sempre gostei de Tina.

    ResponderExcluir
  6. ah , a Tina sempre foi a minha preferida *--*

    ResponderExcluir
  7. Além de ser parte essencial de minha infância, Maurício de Sousa diverte-me até hoje, melhor ainda é saber que agora suas revistas integram personagens homossexuais. Uma pequena virada de folha para o leitor, mas uma grande virada na história da produção nacional da nona arte.

    ResponderExcluir
  8. Ah, e quem de nós nunca leu Tina? rs
    Estava na hora mesmo, tem que ser introduzido na literatura infantil esta nossa realidade.

    ResponderExcluir
  9. Passei um tempo longe dos blogs e ao retornar, encontrei este post com uma informação tão importante. Maurício de Sousa está de parabéns. A turma da Tina é fantástica, sempre gostei bastante. Deram um passo bem à frente, sem dúvidas. :-)

    ResponderExcluir
  10. Bela análise.

    Curti e estou seguindo você.

    Não sou fã número 1 de Mauricio, porém, seria insano não valorizar alguns trabalhos que ele realiza.


    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails