quarta-feira, 24 de julho de 2013

SINOPSE

Sharon Tate em "O Olho do Diabo", J. Lee Thompson, 1966

sou feito de hipóteses:

a mais provável é a que
melhor me desmente

a mais cruel é a que melhor
me explica

sou feito de equívocos
contradições
convicções
borboletas

sou vela acesa
na noite das angústias

24 comentários:

  1. Herculanamigo

    Se eu fosse poeta gostaria de ter feito um poema como este; mas, não sou, sou mais de prosa, ainda que goste de boa poesia como é esta. Esta e outras que publicas.

    Versejar é um dom. De quem? Não sei, mas sei, de saber feito, que é um dom. Que apetece como um fruto maduro ou um golo perfeito - no futebol.

    E por aqui me fico, dando-te os parabéns e convidando-te para comentares na minha Travessa. Que, assim, passará a ser também tua...

    Abç

    Henrique

    ResponderExcluir
  2. Como o outro poeta declama : _ "sou eu sou eu que não durmo ,contigo nos sentidos."
    Gosto das 'contradições e convicções',
    muito bom poetinha.
    obrigada da visita

    ResponderExcluir
  3. Sharon Tate linda,
    impossivel nao associar sua triste historia com
    seu verso da vela acesa
    na noite das angústias.

    ResponderExcluir
  4. adorei.....posso publicar com o devido crédito?

    abs

    ResponderExcluir
  5. "sou feito de equívocos
    contradições
    convicções
    borboletas"

    Guardei mais essa no meu caderninho. Com os devidos créditos, é claro!. =)

    ResponderExcluir
  6. Poucos são os que sabem do quê e para quê são feitos. E os poucos que têm consciência disso sabem expressá-lo de forma tão clara, contundente, e tão poética!

    ResponderExcluir
  7. Tudo aqui é gostoso de ler. Mas amo o nome do teu blog!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  8. É....



    Pensando....


    Pensando...


    Ainda... (Pensando)



    Olho do diabo?
    A sinopse fez-me recordar não de J. Lee, mas da película de Bergman (a que leva o mesmo nome), em que inicia, justamente com o provérbio irlandês que inspirou a genial obra: "A castidade de uma mulher é o terçol no olho do diabo".

    Olá Herculano
    =)

    ResponderExcluir
  9. "Sou feito de equívocos", belo poema e estranhamente me vejo, como num espelho, porque as palavras que formam este poema traduzem uma parte perdida e ainda não entendida, de mim. Querido Herculano, é sempre um imenso prazer estar no teu blog, de nome tão lindo.
    ps. Meu carinho meu respeito meu abraço.

    ResponderExcluir
  10. Pois também sou. Tudo isso e mais. E agora que li seu poema me sinto mais tranquila com tudo isso.

    ResponderExcluir
  11. a pergunta não seria: por que os poemas te fizeram o que é? - sobre o título do blog
    »»» Emilie Escreve

    ResponderExcluir
  12. E no final sobra Hipóteses.
    Pode se tornar certeza? Não sei.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Que lindo! Adorei!!

    bjos ♥
    http://rachelmalheiros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Perfeito poema, por soar tão verdadeiro, afinal as hipóteses podem ser comprovadas ou não. O valor delas está no fato de simplesmente serem lançadas.

    Bjos

    ResponderExcluir
  15. AH as contradições humanas. O que seríamos sem elas? Ando fugindo de mediocridades. Belo poema.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails