quinta-feira, 11 de julho de 2013

MINHA LÁPIDE GRAFITADA

Em uma postagem de 2010, tento explicar, sem muito sucesso, o título deste blogue. Poderia passar despercebida, ser mais uma postagem entre essas quase quinhentas já publicadas, mas há algum tempo quem passa por ela deixa um comentário dizendo por que faz poema. Mal comparando, sinto-me como se estivesse no Père-Lachaise.

E POR QUE VOCÊ FAZ POEMA?

9 comentários:

  1. Faço poemas,pois esta vida não me basta.

    ResponderExcluir
  2. Camarada, uma dia será um prazer ir com você a França e outros lugares na Europa e claro visitarmos o Père-Lachaise.

    ResponderExcluir
  3. Fui lá (que não tinha ido) saber a origem do nome do blogue. Deixei lá minhas pegadas. Curioso: sempre gostei do nome do blogue, mas nunca me ocorreu perguntar a origem. Acho que é assim: gosto e pronto.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  4. Não faço poema. Minha inspiração foi que morreu.

    ResponderExcluir
  5. Lápide grafitada...
    Sempre haverá aqueles que vêm romper com a paz, o silêncio, a distância, a quietude, dos cemitérios...

    =/
    Teus pensamentos levaram-me a essa canção...
    Curte aí...

    http://www.youtube.com/watch?v=q0IVk7_zDqA

    =)

    ResponderExcluir
  6. Herculano.
    Não sei onde é esse lugar grafitado da foto.
    Mas, porquê não? Sentir-se como se estivesse no Père-Lachaise no palco com Moliére no Museu com Modigliani?

    Uma boa tarde.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails