sábado, 14 de janeiro de 2012

SÓ GAROTOS

        “Quando eu era bem nova, minha mãe me levava para passear no Humboldt Park, pela margem do rio Prairie. Tenho vagas lembranças, como impressões de vidro, de um velho ancoradouro, uma concha acústica circular, uma ponte arqueada de pedra. O trecho estreito do rio terminava em uma grande lagoa e vi sobre a superfície um milagre singular. Um longo pescoço curvo ergueu-se de um vestido de plumas brancas.
        'Cisne', minha mãe disse, sentindo minha excitação. Ele tamborilou na água brilhante, batendo suas asas grandiosas, e alçou voo no céu.
        A palavra por si mal dava conta de sua magnificência, nem continha a emoção que ele produzia. Sua visão gerou uma necessidade para a qual eu não tinha palavras, um desejo de falar do cisne, de dizer algo sobre sua brancura, a natureza explosiva de seu movimento e o lento bater de suas asas.
        O cisne mesclou-se ao céu. Fiz força para encontrar palavras que descrevessem minha própria ideia sobre ele. 'Cisne', repeti, não totalmente satisfeita, e senti uma pontada, uma saudade curiosa, imperceptível aos passantes, à minha mãe, às árvores ou às nuvens.”


[SMITH, Patti. Só Garotos. Companhia das Letras, 2010. Tradução: Alexandre Barbosa de Souza. 269 págs] 

SINOPSE: Patti Smith se mudou para Nova York com vinte anos, no final dos anos 1960. Enquanto entrava em contato com parte dos aspirantes a artistas que partilhavam a atmosfera do 'verão do amor', conheceu sua primeira grande paixão - o futuro fotógrafo Robert Mapplethorpe, para quem Patti prometeu escrever este livro, antes que ele morresse de AIDS, em 1989. Tendo como pano de fundo a história de amor entre Patti e Mapplethorpe, este livro procura ser um retrato confessional da contracultura americana dos anos 1970. Muitas vezes sem dinheiro e sem emprego, mas com disposição, os dois viveram períodos de transformações - até mesmo quando Robert assume ser gay ou quando suas imagens consideradas ousadas começam a ser reconhecidas no mundo da arte. 

21 comentários:

  1. Ah, se todos pudessem enxergar as belezas da vida com os olhos dos poetas, tudo seria mais lindo, suave e verdadeiro...belo texto, adorei! abraços

    ResponderExcluir
  2. Há uns tempos fui aos "encontros da fotografia" no CAV em Coimbra e falaram destes dois senhores, Patti Smith e Robert Mapplethorpe. Amei.

    Voltarei aqui... fiz me seguidora.

    Beijinho

    *http://oblogdasandracosta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Fiquei curiosa. Vou ler esse livro *-* rs

    ResponderExcluir
  4. Este livro é maravilhoso,
    poético,
    sensível,
    forte,
    histórico.

    Patti Smith é extraodinária.

    ResponderExcluir
  5. Gosto de histórias que permanecem mesmo depois das relações se terem extinto!

    ResponderExcluir
  6. Um espetáculo essa referência ao cisne!

    Beijos,

    ResponderExcluir
  7. Interessante a sinopse, belíssimo o trecho.

    De repente me lembrei de que nunca vi um cisne...
    Depois desse texto, descobri que é frustrante.

    beijo, Herculano.

    ResponderExcluir
  8. interessantíssimo ... não li mas já correndo para tê-lo e poder deliciar-me com ele ...

    bjão

    ResponderExcluir
  9. Valeu a dica de leitura. Parece interessante. Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Essa biografia eu quero ler... assim como a do Slash.
    Daniel

    ResponderExcluir
  11. Instigante, preciso saber mais... Vou atrás (então)! Ainda mais instigantes são os belos seios desta linda jovem esparramada em Rimbaud (trata-se da mesma modelo que ilustra outros 'posts' teus mais abaixo?! Quem é?)... Abraço! E um 2012 cheio de listas de ficção científica!

    ResponderExcluir
  12. Me interessei pela história.
    Vou procurar o conteúdo.

    Um Beijo

    ResponderExcluir
  13. Putz! Esse é um forte candidato pra entrar na lista "Próximos a serem lidos", mas nunca lembro dele na hora que tô ali pronto pra comprar algo.

    Gostou dele?

    ResponderExcluir
  14. Nas ternuras, entrelinhas de puro ver, pois apenas olhar não basta, é preciso provar do cheiro e do gosto!

    =)

    ResponderExcluir
  15. a natureza muitas vezes nos mostra, como trilharmos o nosso caminho, brilhando sempre.

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  16. Dizem que quando os artistas estão apaixonados, são criadas as melhores artes! ^^

    ResponderExcluir
  17. Patti Smith é um ícone... Não conhecia essa biografia dela. Parece ser muito interessante.

    ResponderExcluir
  18. Com certeza vou ler esse livro!

    http://bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Lindo e altamente poético este livro.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails