quarta-feira, 19 de outubro de 2011

FABÍULA?

Comecei minha busca pelas atendentes de luxo, essas de sites photoshopados e que frequentam nightclubssó para executivos”, mas tudo ali era artificial demais, plástico demais, objetivo demais. Universitária, 21 anos, estilo namoradinha era tudo que eu não queria.
Criei coragem e parti para o baixo meretrício: botecos da Cidade Baixa, da Barroquinha, as tardes na Praça da Sé, as esquinas da avenida Sete de Setembro, as casas de massagem de Patamares,  da Estrada do Coco, a orla de Itapuã,  no entanto não encontrei. Foi um amigo que me recomendou um agenciador, um cara seguríssimo, que conhecia as principais meninas da cidade. Marcamos num bar da Pituba, no meio da manhã. Ele trouxe uma pasta com a ficha completa de cada uma, fotografias, telefones, valores, medidas, especialidades, etc., disse para eu olhar à vontade, enquanto ele pedia um drinque chamando o garçom pelo nome, demonstrando ser habitué do local. “Sem decepção” era o bordão dele. Após folhear um sem número de páginas, desisti.
- E aí, irmãozinho? Não curtiu o material, não?
Paguei o drinque dele e fui embora: com decepção.
Minha obsessão por Fabíula Nascimento deve ter nascido em algum momento entre “Estômago”, “Bruna Surfistinha” e “Não se pode viver sem amor”, filmes onde ela interpreta garotas de programa, acho que em alguma produção da TV também. Acreditava que ela era o tipo de mulher que eu encontraria nessas casas de tolerância que proliferam por aí, que faria minha felicidade passageira, que despertaria o Odair José que escondo em mim.  Mas me enganei – ou me enganaram.

28 comentários:

  1. Amigo escritor Herculano, gostei do teu conto ou seria uma crônica, bem, não importa. O importante é que tu (não falo você, porque, nós, gaúchos, talvez pela proximidade geográfica com a argentina, usamos sempre o tu) escreves muito bem.
    Ah, tu fizeste eu lembrar da minha juventude, época que eu era bem eclético e ouvia muita coisa, inclusive, Odair José, mas ouvia escondido dos amigos. Lembrei daquela:
    A primeira vez que estive aqui
    foi só pra me distrair,
    mas a 2ª vez que estive aqui
    eu vim em busca do amor...
    Amigo, abração. Tenhas um bom dia.

    ResponderExcluir
  2. O cinema, assim como a TV,
    não sobrevive sem estereotipos:
    é o cara que faz sempre papel de nordestino, ou de presidiário, ou de amigo do protagonista, ou de médico, etc. Espero que a Fabiula se livre dessa máscara de "puta" e nos presenteei como outros tipos, como o de Força Tarefa.

    Obs.: Essa crônica/conto ficou incrivel.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, amei esse texto, já assisti os 3 filmes e você tem razão, ela é prostituta nos 3. Feliz de Alexandre Nero, seu marido ^^

    ResponderExcluir
  4. Abraço amigo...saudades, estou vindo aos poucos ao rol dos queridos.



    BRILHE!

    Você sonha - logo, existe.
    Você ouve, vê, sente, pensa - logo, acredita.
    Acreditar é a palavra.
    Você é. Você está. Você pode. Você faz.
    Você melhora. Você dá. Você recebe. Você acrescenta. Você faz a diferença.
    Você vai fazer deste um dia especial.
    Não se intimide diante de nada.
    Sua força está renovada.
    O tempo está a seu favor. O dia só está começando.
    Concentre-se nos seus objetivos e não perca a chance de tomar sempre a
    melhor atitude.
    Está em cena aquela pessoa bonita, forte, inteligente, charmosa, generosa
    e humilde que está aí dentro você.
    Deixe evidente suas qualidades.
    Não tenha vergonha de fazer bonito.
    Gente é pra brilhar.
    Aproveite, o cenário já está pronto.
    É só deixar o seu talento fluir.

    Autor Anônimo

    ResponderExcluir
  5. Li o Ediney ontem e ele citava seu nome, deu nostalgia lá a casa de dona Cabeluda, lembrei do "brega de dona fulana" (esqueci o nome dela), o único oficial da minha cidade na infância, começo da adolescência. Eu morria de curiosidade de entrar, mas era pribido até passar pela porta, ouvia histórias, sabia-se, dos meninos, quem tinha ido pela primeira vez, como foi etc. etc.Teu texto dá espaço para muitas "viagens", mas aproveito para deixar aqui minha homenagem às mulheres dos bordéis, que iniciaram muitos homens, não apenas no sexo, mas na vida. E salve Odair: "Eu vou tirar você desse lugar e vou levar vc para ficar comigo...".
    Beijos,

    ResponderExcluir
  6. Herculano, meu filho
    preciso fazer uma tour
    destas por Salvador.

    Cadê o mapa?

    ResponderExcluir
  7. E, você está sempre em meu coração...

    nem sempre posso comparecer, mas você está na melhor parte de mim:a minha poesia.

    Amei seu texto como sempre! Maravilhoso! Realmente, onde foi parar essa atriz??? Gosto muito dela também... talvez, não para o mesmo fim, mas ela tem uma aura interessante mesmo... (talvez não seja essa a palavra mais acertada, hehehe....)

    Beijos!!! Saudades sempre! ainda que o silêncio grite...entre nós

    Lu

    ResponderExcluir
  8. quem dera né? elas fossem assim uhasuhsuhuasuhas

    ResponderExcluir
  9. Sensacional! Uma coisa que eu sempre acho curiosa na carreira da Fabiula é que ela só faz mulheres altamente seguras e cientes de suas sexualidades, mulheres que usam seu corpo para benefício próprio, para ganhar a vida, para qualquer coisa, enfim. Ela parece muito à vontade com isso, até!

    ResponderExcluir
  10. todos tem um lado odair...e daí?
    texto legal.

    ResponderExcluir
  11. Lembrei-me de você ontem à tarde, quando, caminhando pela rua Augusta, esbarrei-me com o Pereio.

    ResponderExcluir
  12. Muito BOM!

    Herculano, você escreve tão bem que entro no texto como se eu fosse você. Viajei, viu?
    Lembrei das moças da Casa da Luz Vermelha, e à todas eu respeito por ser um trabalho muitas vezes para sustentar filhos.

    Saudades do Odair.

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  13. O "Odair José q existe em vc"...rs
    é hilário.

    bjo, HN!

    =**

    ResponderExcluir
  14. Bom dia...mas porque voce a procura? Talvez projetaste a imagem irreal dela, o personagem para a mulher ideal pra ti, talvez so se encante com tua beleza, mas mesmo assim, eu te pergunto? Porque procurar onde certamente sabes que jamais ira encontrar? Amei teu texto, de uma delicadeza que somente um poeta consegue ser...sensivel e com as palavras bem colocadas, bem comportadas, delicadas...Parabens! Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito do blog, delicado e sensível, e das postagens... depois leio com calma.

    Se puder segue o meu
    http://leilakruger.blogspot.com

    Bjo!

    ResponderExcluir
  16. Nossa... Realmente ela é maravilhosa.
    E seu texto amei
    Bjos achocoaltados

    ResponderExcluir
  17. gostei e muito ... vc tem razão ... melhor para mim seria se fosse um prostituto ... rs

    bjão

    ResponderExcluir
  18. Ela estará na próxima temporada de "Força Tarefa". Vi o anúncio hoje na Tv.

    ResponderExcluir
  19. Bom final de semana para vc!!!

    http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Essa atriz é fantástica. Ela também está ótima em Reflexões de Um Liquidificador.

    ResponderExcluir
  21. Interessante seu post, não vi nenhum desse filme ainda.Fiquei Curiosa.Bjs e ótimo começo de semana.

    ResponderExcluir
  22. boris(novocomputer)22 de dezembro de 2011 00:28

    sem analises dramaticas e tal...ela e gostosa pra caralho !!!adoro essa mulher tamben e daquelas belezasneo_classicas fating woman!!yeah!!

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails