sábado, 1 de outubro de 2011

BAHÊA MINHA VIDA

FOTOGRAFIA FÁBIO BITO TELES
As salas (arquibancadas) do cinema pareciam estádios de futebol, espectadores  devidamente uniformizados, com bandeiras, cantos, euforia: foi a estreia do esperado documentário BAHÊA MINHA VIDA, de Márcio Cavalcante. Com mais ingressos vendidos no seu primeiro final de semana em Salvador do que o episódio final da série HARRY POTTER, o filme levou aos cinemas uma multidão de apaixonados, que fizeram filas enormes nos cinemas da cidade, sem perder a vibração um só instante. Provavelmente, muita gente não entenderá essa paixão. Mas a ideia é realmente essa: o inexplicável. Os depoimentos dos jornalistas, ex-jogadores e artistas somam-se à força das palavras dos seus torcedores anônimos durante os cem minutos de exibição, que emociona em muitas partes, principalmente no reencontro dos campeões nacionais de 1959, “em cima do Santos de Pelé” - imagens espetaculares dessa conquista fará a alegria de qualquer admirador do futebol (arrepia os aplausos da plateia para o golaço de Alencar, que muitos apenas tinham ouvido falar, e o uníssono de “Bora, Baêa” para gols antológicos). O título brasileiro de 1988, da “elegância sutil de Bobô”, sua história vitoriosa, seus dramas (que não são poucos), tudo está lá. Mas o protagonista é mesmo o amor pelo clube, algo que vai muito além do mero fanatismo. Ao final, dezenas de pessoas de todas as idades saíram chorando e aplaudindo, contagiando ainda mais quem esperava a próxima sessão.  Em breve, em todo o Brasil.

19 comentários:

  1. Paixões são assim
    Um grande bj querido amigo

    ResponderExcluir
  2. BORA BAHÊA MINHA PORRA!!!
    JA TÔ COM O INGRESSO NA MÃO.

    ResponderExcluir
  3. indescritível a sensação desse amor: baêaa,


    abraço

    ResponderExcluir
  4. Paixão nos movem a todos, bela postagem, obrigada pela informação.

    Um abraço

    beth

    ResponderExcluir
  5. Boa noite te convido para participar do meu 1 aniversário do blog, faça um poema ou verso, texto, com o tema UNIVERSO e mande em comentários, vou postar no blog durante esse mês todos os amigos estarão comigo comemorando, beijos

    ResponderExcluir
  6. Paixão, ideologia, filosofia, estilo de vida, não sei o que é não.
    Nem quero recorrer aos grandes cronistas esportivos para tentar dizer alguma coisa...

    Só sinto, só entendo, "só sei que é assim", porque o meu Santa Cruz, o meu tricolor do Arruda, time que está na quarta divisão, me faz ir até ao estádio, sofrer, torcer, vibrar, quem consegue explicar isso?
    Quem consegue explicar o fato desse time ser a maior média de público no estádio, em todas as divisões?
    http://ricardo-mulatinho.blogspot.com/2011/09/ranking-das-torcidas-futebol-brasileiro.html?spref=fb

    Óquei, estás falando do seu tricolor (eu do meu), e taí um filme que eu quero ver!

    Abração, Herculano, ótimo domingo!

    ;))

    ResponderExcluir
  7. BORAAAA BAÊAAAA!
    A família toda doente, meu marido vai na segunda assisti \o/

    ResponderExcluir
  8. Um das poucas alegrias do nosso povo. Verdadeira paixão.

    Belo post

    ResponderExcluir
  9. ola, como estão as coisas.
    EU passei um tempo sem postar só vivendo do ócio de refletindo, mas a gora to de volta. Dê lá uma passada no meu espeço, vou ficar lisongeado com a sua presença.
    http://otaviomsilva.blogspot.com/
    Forte abraço, F. Otávio M. SIlva

    ResponderExcluir
  10. Ando arrodeada de apaixonados pelo Bahea!!!...mas não conheço essa paixão. Mas paixão é paixão, muda-se o objeto amado, o resto é igual!
    Beijos,

    ResponderExcluir
  11. Demorei para entender que esse tipo de amor é um sentido pra vida e quem tem é um afortunado!

    ResponderExcluir
  12. Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
    Do que os homens! Morder como quem beija!
    É ser mendigo e dar como quem seja
    Rei do Reino de Áquem e de Além Dor!

    É ter de mil desejos o esplendor
    E não saber sequer que se deseja!
    É ter cá dentro um astro que flameja,
    É ter garras e asas de condor!

    É ter fome, é ter sede de Infinito!
    Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
    É condensar o mundo num só grito!

    E é amar-te, assim, perdidamente...
    É seres alma, e sangue, e vida em mim
    E dizê-lo cantando a toda a gente!

    Florbela Espanca

    ResponderExcluir
  13. Que grande descoberta...
    obrigada pelo elogio, mas para
    ser sincera com você, eu escrevo
    super mal, é sempre o que vem
    na minha cabeça, tem pouco rascunho
    no papel.

    Adorei isso aqui!!!!
    suas palavras são plenas, escreves
    super bem também!

    Estou te seguindo agora mesmo!!!

    Seja bem-vindo ao meu mundo confuso!

    Volte sempre!

    Um grande Beijo e um forte
    abraço!

    ResponderExcluir
  14. Toda celebração cultural acresce ao espírito conhecimento e bagagem para a vida. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  15. Impecável, como sempre, poeta amigo ! Meu carinho.

    ResponderExcluir
  16. Impecável, como sempre, poeta amigo ! Meu carinho.

    ResponderExcluir
  17. Confesso que entendo quase nada de futebol, mas o filme parece bom. Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Deu vontade de ver essa inexplicável paixão.
    Aguardando em são Paulo.

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails