segunda-feira, 27 de junho de 2011

MAR MORTO


    

40 comentários:

  1. "Um flash, sem eira nem beira
    Não diga besteira
    É bom você saber
    Merece, respeito é bom e eu gosto
    Aposto que seu gosto é duvidoso

    E é tão claro que o que foi já não é mais vantagem
    Vai pela sombra e o que sobra é a miragem
    E é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagem
    Vai pela sombra e o que sobra é miragem

    Esquece que o jogo é jogado
    E deixa de lado o resultado
    Não vale nada
    Conhece de trás pra frente o verso todo
    Rimando com a situação

    E é tão claro que o que foi já não é vantagem
    Vai pela sombra e o que sobra é a, a miragem
    E é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagem
    Vai pela sombra e o que sobra é miragem"

    (A Miragem - Jay Vaquer)

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Quem faz um poema salva um afogado pensa nisso
    Viva a poesia
    Vou seguir aqui lek!
    Segue e comente sempre la tb
    momentodejavu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. eu cresci e passei a gostar ainda mais de ver os marinheiros, os estivadores, os ratos do cais ... rs

    ResponderExcluir
  4. e o mundo acaba-me em maresia,


    abraço

    ResponderExcluir
  5. Lembrei dos saveiros que vinham pelo rio Subáe, traziam Artesanato, moringas de barro, panelas...Para serem vendidas pelo velho Epifane na ponte das Moringas

    ResponderExcluir
  6. Mal consigo perceber onde termina a prosa e começa a poesia. Se o texto estivesse em versos seria um belissimo poema. Jorge Amado sorri, também.

    ResponderExcluir
  7. O mar da minha infância era imaginário...as águas eram desejadas ardentemente...alguém viria do mar com uma mensagem. Eram sonhos que eu tinha. Hoje o mar é real, próximo, e aguardo a mensagem.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  8. Pensamentos e melancolias infantis são os que mais marcam as lembranças, pois contêm a poesia mais pura...

    ResponderExcluir
  9. AMEI SEMANA DE MUITA PAZ E AMOR E ESPIRROS KKK

    ResponderExcluir
  10. Acho que na hora de morrer, o mundo se vira para toda a ficção que tínhamos em mente quando crianças; a realidade paralela bem que deveria se juntar a esta.

    ResponderExcluir
  11. Eu imaginava para onde iriam e queria ir junto....Eita Mar Que Me Chama!

    ResponderExcluir
  12. mar e mundo, ambos afogam as pessoas, especialmente as adultas.

    ResponderExcluir
  13. aliás, é o que se espera muita esperança e milagre.

    ResponderExcluir
  14. quando eu era criança, ligava a tv, sintonizava bruscamente os canais até pegar a popular rede globo e admirava o fim do vale a pena ver de novo acabar, então iniciava se a sessão da tarde e revia De volta a lagoa azul, em seguida desligava a tv e esperava a hora passar para poder ver malhação, boas e velhas nostalgias que ficaram pra sempre comigo.

    ResponderExcluir
  15. o mar tem seus encantos. e eu tbm achava que o mundo acabaria sendo tomado por inteiro por ele, e eu... por ser afilhada dele saberia nadar :P

    ResponderExcluir
  16. Acontece que o mundo vai tão longe quanto a vastidão do mar, ao mesmo tempo que pode ser tão pequeno como a areia frente ele.

    gostei do post!

    abs

    ResponderExcluir
  17. Prosa poética nostalgica(mente) sensível. Me remete a uma certa casa branca de alpendre, chamada infância...

    ResponderExcluir
  18. Quando éramos crianças, éramos felizes
    Depois de velhos, achamos que somos!

    ResponderExcluir
  19. Nossa, eu tenho horror a mar, se me visse me afogando, estaria louca da vida, Se cuida! :)

    ResponderExcluir
  20. :D
    que lindo...
    eu amo o mar, sentir aquela brisa suave e deixar a imaginação voar...
    Quando a gente é criança torna-se mais fácil deixar livre a imaginação. Aqueles que não mais conseguem, envelheceram... que pena!

    ResponderExcluir
  21. Herculano,
    Uma pequena Ode Marítima, teu doce mar...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  22. Que bonito Herculano...
    E hoje, o que você gosta de ver? Como imagina que o mundo vai acabar? rs...

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  23. exactamente. mensagens que nunca chegam ao destinatário

    ResponderExcluir
  24. ESTOU SEGUINDO-O, E O CONVIDO A PARTICIPAR DA PROMOÇÃO EM MEU BLOG, SEGUINDO O BLOG, CONCORRE AO MEU LIVRO, 0 SEGREDO DE EVA, SORTEIO DIA 10/07. UMA BOA SEMANA PARA TI, E MUITAS REALIZAÇÕES, UM BEIJO NA ALMA.
    ADRIANA.

    ResponderExcluir
  25. Lembranças de quando eramos crianças, quem não tem alguma? Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  26. Quando se é criança, os sonhos do que "vamos ser quando crescer" parecem sempre reais e fáceis de acontecer.

    ResponderExcluir
  27. Olá.

    Penso que o mar
    tem o poder
    de fazer nascer
    os mais diversos
    oceanos
    em nossa imaginação...

    Vida plena em teus dias.

    ResponderExcluir
  28. algo triste pra uma criança pensar, morte... por mais enfeitada q seja!

    ResponderExcluir
  29. o mar engole apenas o nosso ser "grande".

    ResponderExcluir
  30. Bacana a imaginação. *-*
    Eu com certeza, não imaginaria que eu sorriria afogada mas sim me desesperaria rs

    bjs

    ResponderExcluir
  31. O mar como sempre norteia nossa imaginação...
    abraços amigo.

    ResponderExcluir
  32. Quando eu era criança, eu tinha um vestido com gola de marinheiro, mas enjoava até em terra firme :)
    beijoss

    ResponderExcluir
  33. É caro amigo, um dia Kerouac disse meditativo de uma janela que dava para uma arcada: "O que é isso? o que é isso? Estão todos andando por aí como se soubessem o que estão fazendo, e exatamente porquê."Imaginamos coisas...Abraço.

    ResponderExcluir
  34. qdo era criança a vida fluia no cais, agora são nos voos rápidos como a vida., infelizmente.

    Abraço

    ResponderExcluir
  35. Que lembrança bonita, palavras saudosas e poéticas.

    ResponderExcluir
  36. Mar e mar
    amar o mar
    porquê tanto nos fascina?
    É doce morrer no mar


    bjs

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails