segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

EU, O OTIMISTA

          Há quem, frequentemente, me chame de pessimista, de pragmático, de realista. Confesso que isso não é demérito algum, essas adjetivações soam até lisonjeiras. A verdade, e isso não é segredo, é que eu não passo de um otimista, de um Policarpo Quaresma repaginado, o último romântico dos litorais de qualquer atlântico. Sou, assumidamente, fora de moda. Dizem que o otimista é uma pessoa sem muita experiência, mas não me importo.
          Estou eternamente disposto a ver o lado bonito da vida, nem que seja na balada após a quinta cerveja.
          Sempre acredito que não irá chover, mesmo que eu compareça aos meus compromissos encharcado da cabeça aos pés.
          Frases motivacionais adornam o calendário da minha mesa no escritório, apenas não compreendi, ainda, o que Borges quis dizer no mês de maio com “a esperança é o mais sórdido dos sentimentos”.
          Tenho o armário repleto de caixas de remédios variados, mas não sou um hipocondríaco (ser cumprimentado na farmácia, como fazem os garçons no bar, não atesta o contrário).
          Não acho que o meu vizinho tenha um emprego, um gramado e uma mulher melhores do que os meus. Não acho que a fila ao lado anda mais rapidamente do que a que estou e no restaurante não acho o prato dos outros mais atrativo do que a refeição que escolho – embora pareçam.
           Não sinto a sua falta, sinto a sua presença pela casa arrastando correntes durante a madrugada.
           Já não me amarguro arrependido a imaginar “e se eu tivesse feito isso” ou “e se eu tivesse feito aquilo”, meus excessos me permitem, no máximo, um “e se eu não tivesse feito isso” ou “e se eu não tivesse feito aquilo” (o que, ao final das contas, deve ser a mesma coisa).
          Aguardo ansiosamente o resultado positivo, seja do exame de gravidez daquela paixão do carnaval em Salvador ou de alguma doença hereditária degenerativa.
          Sim é a minha palavra preferida, principalmente quando preciso confirmar os meus nãos.
          Recentemente, percebi que querer nem sempre é poder e que nada é tão ruim que não possa piorar (mas não divulgo essas descobertas).
          Sei que os últimos serão os últimos, porém não desanimo derrotado na torcida.
          Assim como Woody Allen, também acredito que o copo está meio cheio... de veneno.

71 comentários:

  1. O optimismo e o pessimismo são sangue do mesmo sangue...
    O querer é uma equação entre poder, lutar e conseguir.
    Já no acreditar... antes meio cheio de veneno, do que envenenado de nada...

    ResponderExcluir
  2. é estranho quando as pessoas dizem as famosas frases prontas, que tudo vai dar certo, que tudo tem um final feliz, sendo que a vida nunca é assim... doce ou grátis. ótimo post. também me identifiquei, pq sou muito pé no chão.

    http://terza-rima.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Se não formos otimistas nesse mundo que está apodrecendo aos poucos nós iríamos enlouquecer!

    Tenho os meus momentos deprê, mas como vc sempre tento enxergar o lado positivo de tudo...afinal situações ruins muitas vezes nos fazem aprender alguma coisa...nem que seja nunca mais fazer a mesma coisa idiota!

    bjuuus!
    http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Me achei o mais pessimista do mundo após ler o seu relato e quem um dia o chamou assim, realmente não conhecia você.
    Também não pude entender a frase do Borges para o mês de maio. Será que ele quis dizer que a esperança FRUSTRADA é o mais sórdido do sentimentos?
    Ou pelo simples fato de a ESPERArança nos fazer ESPERAR por algo já seria repugnante?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. A prosa irônica é uma das mais apraziveis de ser lidas. Teu relato de um otimista bem pessimista, e escrito de maneira confessional, um tanto quando descontraído, seduz ainda mais o leitor. O mundo não é dos otimistas, esses são uns tolos; o mundo pertence aos que sabem sonhar. Quero sempre beber da realidade.

    ResponderExcluir
  6. Escreves mesmo bem...

    Mas isso já sabes.

    Eu sou mais de sentimentos mistos...Aliás o optimismo e o pessimismo são as duas faces...do que quiseres:)

    Só optomista...parece-me algo parvo.
    Só pessimista: parece-me algo parvo.

    Do Borges: tenho tendência a concordar com a afirmação dele: a esperança é boa, de per si, mas pode ser a pior coisa que há...Tanta gente...

    ResponderExcluir
  7. Devemos encontrar motivos todos os dias...para o otimismo ou para o pessimismo.

    ResponderExcluir
  8. Oi querido,é complicada essa história de pessimismo. Acho q somos o q pensamos e sendo assim, amei esse trecho principalmente:"Estou eternamente disposto a ver o lado bonito da vida, nem que seja na balada após a quinta cerveja." Um bjo de sua nova amiga . Já estou seguindo

    ResponderExcluir
  9. Se eu me considerasse otimista seria o grande momento do meu pessimismo!

    O otimismo é um ótimo formol social. Excelente conservante. Rs.

    Porra, também é difícil entender o porquê da esperança estar entre os males do mundo no mito da caixa de Pandora!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Praticamente nunca sou de extremos, a não ser talvez extremamente de meio-termo. Sou completamente de fases, inclusive nesse ponto do otimismo/pessimismo/realismo. Acho inviável se encontrar sempre em um desses estados (pois pra mim, são meros estados).

    ResponderExcluir
  11. Amei isto ¨Sim é a minha palavra preferida, principalmente quando preciso confirmar os meus nãos.¨

    ResponderExcluir
  12. Sendo pleno inverno lá fora, a primavera floresce aqui dentro... Ah, " E eu não desisto dessa ideia de poder comemorar..."

    ResponderExcluir
  13. perfeita esta consideração:

    "ESPERANÇA: antes meio cheio de veneno, do que envenenado de nada ..."

    BJUX

    ;-)

    ResponderExcluir
  14. Sempre bom se perceber, diante das percepções alheias. Se não nos "sonhamos", há sempre alguém disposto a fazê-lo por nós, o que muito chato. E o otimismo é uma boa escolha..

    bjs.

    ResponderExcluir
  15. eu sou tão otimista que acho um copo cheio insuficiente,

    abraço

    ResponderExcluir
  16. Bem interessante seu texto, também escrevi sobre otimismo no meu blog, dá uma olhada.

    ResponderExcluir
  17. Acredito que o pessimismo esteja nos fundamentos do otimismo... um precisa do outro pra saber o que cada um é...

    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. "Oh, céus,
    oh, vida,
    oh, azar".

    ResponderExcluir
  19. o que sai de moda preserva o charme.
    me lembrou 'melinda e melinda' essa sua crônica.

    ResponderExcluir
  20. Me emocionei com a imagem de Hardy, a hiena, na postagem, chega a ser irônico a briga entre o título e a imagem. Acho que os jovens que comentaram aqui nunca ouviram falar em Lippy & Hardy e o seu famoso bordão: "Oh, vida! Oh azar". Bons tempos.

    ResponderExcluir
  21. Poisé Herculano! É melhor viver da realidade do que da fantasia de que o melhor estar por vir.

    ResponderExcluir
  22. Eu sou as duas coisas, otimista e pessimista, com a mesma intensidade, como é que pode? São dois extremos, eu ando procurando o meio faz tempo.
    Mas a ironia é um tom que me é por demais familiar, talvez seja o fiel da balança.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  23. Parabéns pelo blog, massero ~/
    http://textoseafins-mrl.blogspot.com/
    segue ai, ;D

    ResponderExcluir
  24. Viver com os dois pés na realidade é meu objetivo. Só tenho medos de surtos esquizofrênicos que me fazem sempre pensar de maneira diferente!
    rsr

    abraço

    ResponderExcluir
  25. Lembrei da musica Espelho Cristalino de Alceu Valença,nem sei por quê.Mas faço uma versão dos versos desta."Coragem sem veneno é suicídio"

    ResponderExcluir
  26. IrÔnico, inteligente, original!
    Gostei!

    ResponderExcluir
  27. Bom demais!

    Afinal, ser otimista pra quê?

    "Ó céus ó dia ó azar..." Você me fez lembrar timão e pumba.

    um beijo

    ResponderExcluir
  28. Eu prefiro ser realista, mesmo que soe como pessimista!

    ResponderExcluir
  29. "profundissimamente hipocondríaco"...

    Abraços pessimistas rsrsrs.

    ^^

    ResponderExcluir
  30. Diria que vc não passa de um lobo da estepe!

    ResponderExcluir
  31. Tenho uma teoria sobre o "que de pior pode me acontecer". E por isso me acho muito otimista!

    =D

    bju

    débora

    ResponderExcluir
  32. Interssante,
    volto e releio
    Otimismo e pessimismo talvez os dois ao mesmo tempo, apenas sob ponto de vista diferentes...

    ResponderExcluir
  33. Já não me amarguro arrependido a imaginar “e se eu tivesse feito isso” ou “e se eu tivesse feito aquilo”..

    Adorei! Muito parecido comigo! Bju

    ResponderExcluir
  34. é muito bom ver o lado bonito da vida! eu queria ser assim...
    se quiser, acesse meu blog de arte obscura http://artegrotesca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. Otimista, otimista sim! Apesar do copo estar meio cheio... de veneno!

    Amo poesia e passarei aqui mais vezes.

    É baiano? Ah! Logo vi...a arte tá no seu sangue!

    ResponderExcluir
  36. O Blog O TOQUE DE MIDAS

    http://rosarinho12.blogspot.com/

    deseja a todos os seus amigos
    ...
    ...uma semana Feliz!

    ResponderExcluir
  37. Eu prefiro ser otimista. Embora o mundo as vezes vá contra isso. E a maré sempre suba até o seu pescoço preste a te afogar. Eu sempre vejo um barquinho no horizonte, onde eu possa nadar até o fim. Muito bom o post meu amigo,

    Dan

    ResponderExcluir
  38. Cada um de nós tem um pouco de todas essas sensações, num ou noutro momento da vida, mas , algumas são sempre mais delineadas...
    Eu por exemplo, estou sempre na linha do pragamatismo... dizem.

    ResponderExcluir
  39. Acredite é melhor o veneno da alma dentro de um copo, do que um copo cheio de nada...
    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Tudo é mesmo uma questão de ponto de vista, não?!

    Enfim, mais uma vez a teoria da relatividade é comprovada!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  41. OTIMISMO TAMBÉM PODE AFLORAR NERVOS DESCONT ROLADOS...


    ADORO DERRAPAR POR AQUI!

    ResponderExcluir
  42. Pessimista podes ser.
    Mas um eterno sonhador também.
    Quem sonha, faz poema.
    Quem faz poema, tem esperança.
    E quem tem esperança é um otimista.

    A Vida tem seus mistérios.

    Beijo, moço :)

    ResponderExcluir
  43. vc é otimista e meio maluco?
    rsrsr


    tem muito de mim neste post...


    Um Beijo

    ResponderExcluir
  44. Sendo pessimista convicta vou ter que pedir que me conte o segredo para passar a ver o copo meio cheio, nem que seja de veneno!

    ResponderExcluir
  45. CREIO SEMPRE NO COPO MEIO CHEIO...Uma bela postagem, um texto interessante, cativante, apesar de conhecido sempre q leio pciso meditar, analizar cada linha, muito bommmm, pra vc bjos, bjos e bjosssssssssss

    ResponderExcluir
  46. gwuhuahha belo texto. do começo ao fim não da pra saber se vc é otimista ou pessimista, mas acho q não faz diferença. as pessoas acreditam nuq querem acreditar, só isso. seja bom ou ruim.

    Não visitem nosso Blog Musical:
    http://alvoradadosom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  47. Cara me desculpe mais achei vc engraçado.
    Acho que é devido a eu ser muito otimista e ver sempre o lado legal de tudo.
    Mas gostei muito mesmo do seu ironico otimismo.
    Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  48. a realidade está entre decidir se o copo está meio cheio se meio vazio.

    Um texto irónico, mas sublime.

    bj

    ResponderExcluir
  49. Bom dia, perfeito seu texto.
    Venho sempre aqui com o ingresso na mão, agora
    passe la no meu canto
    e olhe através da minha janela,
    o aguardo, viu?

    ResponderExcluir
  50. Uau!Sem comentários!
    Tava com saudades de ler você.

    ResponderExcluir
  51. Muito legal seu Blog...

    Acessa o meu

    http://mentirasnaocontadas.blogspot.com/

    Falows!!!!!!!

    ResponderExcluir
  52. Pessimista não quer dizer derrotista...

    Fique com Deus, menino Herculano Neto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  53. Em um mundo que prima pelo modismo passageiro, ser e estar fora de moda é um grande feito.
    Mas lamento informar, tu não és o único que descobriste que nada é ruim o suficiente que não possa piorar, descobri isso ainda no meu primievo tempo.

    Abraço, e torcendo para que um dia consigas ser um "simple man". Coisa que desconfio será demorada, a natureza humana é complexa e quando associada à inteligência é explosão, mas já que és um "otimista", não vou nem tentar imaginar o contrário.

    Abraço, Herculano.

    ;)

    ResponderExcluir
  54. Caro amigo, vamos juntos nessa farra da "vida real", nada espero do próximo ato... Abraço forte.

    ResponderExcluir
  55. O que dizer do teu texto?
    Que gostei estarei sendo otimista, porque relamente gostei.

    Pessimismo tem uma certa fraqueza, mas diz uma frase na biblia"Quandto mais eu sou fraco , mas sou forte".Então não deixa de ter seu lado bom.

    Já pessoa dizia"Esperar pelo melhor é preparar‑se para o perder: eis a regra. O pessimismo é bem grande, é fonte de energia."

    Confúcio:"Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade."

    Platão: "Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz."

    Por tanto digo com verdadeira convicção pessimista e otimista podem caminhar juntos um faz bem para o outro.

    Beijinho.
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  56. Sorte sua ser miserável, disse Woody Allen em Annie Hall.

    http://vemcaluisa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  57. ah ah ah
    Parabéns pelo texto, woody allen....ah vc não é ele? Pois parece. :)
    adorei!
    bj
    ana

    ResponderExcluir
  58. Herculano, adorei a tua ironia. Acho que também sou assim: pessimista. Embora, raras vezes, ache que "vai dar tudo certo". (risos) Um abraço.

    ResponderExcluir
  59. Que texto, bonito, denso e com muito bom senso.

    Adorei passar por aqui!

    bjo!

    ResponderExcluir
  60. Admirável a sua prosa tão rebuscada, tão bem trabalhada, rica em figurações e envolvente d+!

    Excelente!

    ResponderExcluir
  61. Meu Deus! Ver você explicando essa letra é meio estranho.. Me parece até um pouco de raiva por as pessoas usarem ela errada, e nunca ligarem para o que a letra realmente passa.. Bju!

    ResponderExcluir
  62. Adorei a foto.
    kkkkkkk

    ResponderExcluir
  63. Ultimamente tenho me perguntado porque sou tão otimista quando tudo está completamente errado.Acho que vou me conformar com isso,pois do silêncio da minhas perguntas,só consigo ouvir um sim.Beijo.Adorei o Post.

    ResponderExcluir
  64. Um tanto filosófico, quanto irônico. A eterna discussão do querer e do poder, que gira em torno de um vazio e de uma louca vontade de querer fazer.

    ResponderExcluir
  65. tenho que concordar com vc e woody allen!

    ResponderExcluir
  66. Genial! O bom é manter o São Tomé de plantão, mas sempre levar uma Polyanna na manga.
    Adorei teu Blog. Circulei arregalando olhos e rindo, tudo junto. Valeu!

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails