sábado, 19 de junho de 2010

EPITÁFIOS PARA HELENA VI


Nada de nosso restou,
nem mesmo a caixa-preta.

52 comentários:

  1. Algo, certamente, sobrou: as palavras, o verso, a dor... E no definitivo final Helena aparece em cor, depois de melancolico cinza.

    ResponderExcluir
  2. Melhor que tenha sido assim... Melhor que não tenha sobrado a caixa preta: ela registra os últimos momentos, que não costumam ser agradáveis...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Cada mini episódio mais bonito que o outro.

    ResponderExcluir
  4. Audrey mais parecia uma borboletinha; e Helena, Maria...
    Saber de Dennis Hopper me doeu muito.

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo blog. Já o havia descoberto alguns dias (ou seriam semanas?) atrás, mas demorei para seguir. Postagens lindas.

    ResponderExcluir
  6. Acabou..Assim como o meu casamento e espero no fim não resta nada tb!

    ResponderExcluir
  7. Sobrou a lembrança e o amor pelo que eu vejo das fotos. Beeijos e obrigada pelo comentário, mesmo que curto, lá no blog. Cada um me faz mais feliz.

    ResponderExcluir
  8. De Helena só resta a carcaça
    de você,
    o amor.

    ResponderExcluir
  9. Quando na resta nada, é porque não representou nada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Porque as vezes, nada resta mesmo...

    Um abraço grande!!

    ResponderExcluir
  11. Me lembrou medeia...rsrs
    Muito bom e a foto deslumbrante !!!

    ResponderExcluir
  12. Neto,
    A ironia corroi como um avião que tomba. Tens o manche, poeta de desmanches e montagens...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    Ps. abraço ao Roberto quando o vir.

    ResponderExcluir
  13. (um pequeno riso muito interno)

    Ia dizer alguma coisa, mas tomou-me o comentário de Passional...

    Torno a ele a minha deixa.

    Um abraço, Herculano!

    ResponderExcluir
  14. Queda de viagem no alto, e sem vestígios.

    ResponderExcluir
  15. ...restou a beleza de Helena
    que virou vedeta...que com a sua criatividade me fez pensar, e puxar pela cabeça!
    Parabéns e um abraço!

    ResponderExcluir
  16. Passando atrasada para te desejar um feliz dia do Amigo.

    Bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  17. Fotografias dormentes a uma lapide vazia...

    ResponderExcluir
  18. Como disseram, algo restou, sempre restá, restou tuas palavras aqui ;]..ha-ha!..

    que olhar bonito o da moça bonita! ;]

    [escrevo poema, pra não me sufocar e vc?]

    ResponderExcluir
  19. Tem gente que fala pouco e diz tudo... lindo demais!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  20. Ah, Helena! Helena... meu vôo rasante!...rs

    beijos

    ResponderExcluir
  21. Depois de duas noites bem dormidas estamos prontos pra outra.. e outros

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  22. Restaram as tuas lembranças, que permanecerão, enquanto nos falares delas.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. Caro amigo,e era uma vez um jumbo que decolou de um aeroporto invisível, pra nunca mais...Abraço.

    ResponderExcluir
  24. Admito que sentirei falta dessa Helena...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  25. O que importa depois desse !"Que seja eterno...infinito enquanto dure!" ... é não guardar nenhuma mágoa, e a mala jogar fora... e recomeçar spre.
    Uma linda noite p vc, e continue reiventando essas series maravilhosas, estarei por aqui acompanhando!

    ResponderExcluir
  26. Muito criativo teu blog!

    Gilberto
    nel mezzo del cammim

    ResponderExcluir
  27. Muito criativo teu blog!

    Gilberto
    nel mezzo del cammim

    ResponderExcluir
  28. Já terminou a série, estava me acostumendo com a série de epitafios para Helena.

    ResponderExcluir
  29. Claro que sobrou, te revira ai, no fundo alguma marca ficou, escondida, até pode ser, mas está ai.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  30. como judia detesto a BOMBA H..mas amo seu palavreado...prazer...

    ResponderExcluir
  31. a cada cena, dá mais vontade de conhecer Elena.

    ResponderExcluir
  32. Essa frase quando mal colocada, pode doer nas profundezas da alma, onde guardamos também a segurança da gente. Perigo.

    Mas essa foto, é LIIIIINNNNDDDAAAA!

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  33. Muito boa narrativa.
    Mas lembre-se que ainda restam esses micro-contos. As vezes, revelam mais do que caixas-pretas.
    Abração de arte. Sempre um prazer passar por aqui.

    ResponderExcluir
  34. Eu sempre acho que resta, ainda que nao se confesse...

    :(

    ResponderExcluir
  35. Sensacional a sequência de posts... Sigo-te! Abraço. Jacson Faller. (Outono Morto)

    ResponderExcluir
  36. Amo amo amo amo Audrey. Te convido pra conhecer meus blogs: http://palavrasdearvoresalheias.blogspot.com/ e http://blogdaucha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  37. Quem dera que esquecer fosse tão eficiente, pois parece que ao tentar esquecer, lembramos mais...

    Fique com Deus, menino Herculano.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  38. Foto linda. Ela parecia mesmo uma boneca.

    ResponderExcluir
  39. Que coisa mais doída, herculano. Que série incrível. Abçs, Nydia.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails