terça-feira, 1 de junho de 2010

DENNIS HOPPER (1936-2010)


Não gosto de reverenciar ninguém depois de morto. Homenagem sincera, acredito, deve ser feita durante a vida, após sempre me parecerá oportunismo. No entanto, não posso deixar de dizer que no último sábado, perdi meu vilão cinematográfico preferido. Quando li as primeiras notícias sobre o falecimento de Dennis Hopper, agi com natural incredulidade (não poderia ser diferente). Depois, passei a relembrá-lo em APOCALYPSE NOW (1979), VELUDO AZUL (1986), JUVENTUDE TRANSVIADA (1955) e, principalmente, ao lado de Peter Fonda pilotando livremente sua Harley Davidson, ao som de “Born To Be Wild”, do Steppenwolf, em EASY RIDER (1969) -, possivelmente, uma das imagens mais icônicas da história do cinema e da contracultura. Na verdade, em seus filmes, meu vilão preferido continuará vivo. Mesmo que ela morra no final.

32 comentários:

  1. É triste. Ele era um dos melhores atores da atual loja de mal atores que Hollywood se transformou.

    Claro, há atores novos que são bons, mas ainda quero ver muitos filmes do De Vito do Lawrence do Glover do Eastwood do De Niro e muitos outros.

    E concordo com você: "É chato homenagear só depois de morto".

    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  2. O importante é recordar quem nos admiramos!
    Beijo doce

    ResponderExcluir
  3. Penso e sinto como você. Dennis Hopper marcou a minha juventude. Qdo li da sua morte pensei que ele passou... que estou passando... que o caminho ficou mais vazio.

    Abraço,
    Inês

    ResponderExcluir
  4. que merda neh? pelo menos ele deixou altos frutos p os fãs desfrutarem.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. É sempre inferno.

    Huuuuuuh, Steppenwolf!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a homenagem. Também adorava ele *-*

    ResponderExcluir
  7. oooi, obg por passar lá no meeu blog (:
    estou seguindo se quiser retribuir ;
    beeijo *-*

    ResponderExcluir
  8. Concordo com um tanto, Herculano! Essa coisa de reconhecimento póstumo é duro!

    ResponderExcluir
  9. Os grandes nomes permanecerão imortalizados na história...e as homenagens, quando merecidas, são sempre oportunas...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Bela recordação e homenagem:)

    Beijinho doce e agradeço a visita lá no meu sítio

    ResponderExcluir
  11. Gde homenagem ao Dennis Hopper. Realmente ele fará falta em cena. Da última vez que o vi sendo homenageado, ele estava tão abatido e fraco. Não quero me lembrar dele assim, mas sim como eu o via nas telas.
    Bjkas e um bom dia.

    ResponderExcluir
  12. Tem uma música "Jesus numa moto" você deve conhecer, onde um trecho é cantado "Easy Rider dúvida e eclipse" daí eu sempre quis assistir esse filme. Nunca consegui. É capaz que agora passe só porque Dennis Hopper faleceu.
    Mais uma vez, me deliciei com suas palavras.

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  13. Sim, continuará.

    Bela recordação e homenagem:) [2]

    ResponderExcluir
  14. q o dennis descanse em paz...

    bacana o seu blog, compañero... virarei seguidor..

    *gracias pela visita no meu blog.. volte sempre q der/quiser..

    abraço grande.

    ResponderExcluir
  15. Bonita homenagem..Tb acho feio homenagear alguém depois de morto, acho que tem que reconhecer as pessoas enquanto estão aki..

    ResponderExcluir
  16. amei teu blog
    parabes
    ja estou seguindo
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Não sei mais se acredito que ela sempre salva.

    ResponderExcluir
  18. Ele é o tipo de pessoa que a gente considera imortal, mas a morte é autoritariamente democrática.

    Meus sentimentos e um beijo!

    ResponderExcluir
  19. é, ou tu destrói o tédio, ou o tédio te destrói.
    Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  20. Tudo o que realmente é permanece vivo depois da morte!

    ResponderExcluir
  21. marcante as aparições de mister Hopper,

    abraço

    ResponderExcluir
  22. Ele fará falta, realmente.
    Apesar de também não gostar de homenagear pessoas após suas mortes achei a sua homenagem digna.

    ResponderExcluir
  23. Com certeza foi uma grande perda. Algumas pessoas são insubstituiveis.

    ResponderExcluir
  24. Inevitavelmente,fiquei incrédula também...

    E valeu a homenagem,mesmo depois da morte...Afinal,restam as imprenssões....

    Abraços

    ResponderExcluir
  25. Homenagem em vida e depois: ambas importam.

    Também gostava dele.

    ResponderExcluir
  26. Ele deve estar feliz pelo seu reconhecimento, so viajou pra outro lugar...
    Abraços e excelente FDS.

    ResponderExcluir
  27. Partilho contigo do mesmo sentimento. A minha memória auditiva cantarola, silenciosa, Born to Be Wild, assim como revejo o todo o desenrolar da cena inicial. Era meu ideal de liberdade.

    ResponderExcluir
  28. e a nós também, mesmo que a gente morra no final.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails