sexta-feira, 28 de maio de 2010

O FIM DA PICADA


Há um mosquito insolente na minha perna. Acho que ele não se dá conta que um tapa é suficiente para o fim - mas não faço isso. Sei que não é apenas ele quem quer o meu sangue.

41 comentários:

  1. Este é o máximo. Saturado de significados. Mas, não esqueça, um simples 'mosquitinho' pode ser letal. Adorei a série.

    abraços

    ResponderExcluir
  2. e não necessariamente é algo com vc.
    ele precisa se alimentar...

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Série perfeita e com gran finalle !!!

    São tantos mosquitos nessa vida...

    Adorei
    Beijos
    Leticia Duns.

    ResponderExcluir
  4. Pois eu não sou desses que deixa o mosquito sair vivo.Mato mesmo #prontofalei.

    ResponderExcluir
  5. Uma pena que acabou... Gostei muito de todos,mesmo! ^^

    ResponderExcluir
  6. Insecto predador que subjuga e maltrata...
    Cobarde aniquilador... há alguém que o combata?

    Parabéns pela série de microcontos... profundo convite à reflexão! Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. eu costumava ter uma veia, mas a cidade é pequena e muitos desejam o meu sangue.

    ResponderExcluir
  8. o mosquito pelo menos tem a coragem de se expor, abraço

    ResponderExcluir
  9. *
    sangue,
    que nos sugam
    durante a nossa vida !
    ,
    conchinhas,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  10. ? E é so um mosquito... Ataca sozinho...

    ResponderExcluir
  11. Deixe que te suguem, até que se arrastem e então finalize-os com o tapa...

    ResponderExcluir
  12. Coitado!Ele precisa se alimentar!
    auhsuahus
    olha qm fala acabei de matar um q tava pertubando.
    Espero sua visita.
    //fluem.blogspot.com

    Vanessa Monique

    ResponderExcluir
  13. Oi, O segredo da minha flor e um bom nome para um filme de Almodóvar, Convido a seguir-me..Por que isso já fasso com vc!Bju

    ResponderExcluir
  14. Hua, kkk, ha, ha, mas nem todos que querem o nosso sangue precisam dele, realmente para viver...

    Fique com Deus, menino Herculano.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  15. H: foi D+, adorei a força da última frase, começando pelo verbo saber. "Sei" = consciência do que os outros estão desejando, o mal.
    Ih, acabei viajando no seu texto.

    ResponderExcluir
  16. ah, eles estão em toda parte. em casa, nas ruas, nas repartições, nos bares, cinemas, em nossas cabeças; às vezes a gente não vê, mas ele estão lá à espreita ...

    abs

    ResponderExcluir
  17. Ele só quer sobreviver. E se é assim que vive, assim viverá.

    ResponderExcluir
  18. O sangue-nosso-de-cada-dia é sede de muitos... :)

    ResponderExcluir
  19. Adorei o post. Aliás, me faz refletir o que você escreve.
    Parabéns, cada palavra nos transporta para outro lugar.
    Minha mente viaja nas suas escritas, virei escrava de palavras, rs.

    ResponderExcluir
  20. so pra constar q o apanhador no campo de centeio é meu livro preferido, não ou igual meus personagens
    hahuahuahuahauahuahuah

    ResponderExcluir
  21. #forte.

    mas eu daria o tapa nele e nos demais que querem meu sangue, manteria distância máxima.

    beijos, querido

    MM.

    ResponderExcluir
  22. É inútil o sangue dos outros; cheios,não podem voar.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. Se fosse possível dar um tapa em todos o que nos sugam...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  24. E com certeza os mosquitos são uns dos mais inofensivos, melhor tomar cuidado.
    Esses sugadores! +1
    Beijo!

    ResponderExcluir
  25. É, eu tenho preferido, também, os mosquitos.

    ResponderExcluir
  26. Ou é altruísmo, ou apenas passividade. rs

    beijo!

    ResponderExcluir
  27. Verdade, só que os outros não são tão frágeis, um tapa não daria conta, infelizmente.

    Obrigada pela visita, viu?

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  28. Sangrou o peito do adversário com tão poucas palavras. Isso é que eu chamo de um nocaute imperdível.

    ResponderExcluir
  29. deixem o nosso sangue em paz.
    bjs

    ResponderExcluir
  30. Cara, você é muito bom!!!

    Como se diz aqui em MINAS: CURTO e GROSSO! Mas com uma capacidade de síntese perfeita e um sarcasmo muito bem humorado e sutil, com requintes "de crueldade" com seus leitores, eu acrescentaria.

    Escrever microcontos ou até os minicontos é uma Arte para pouquíssimos privilegiados. É como saber escrever um belo hai-kai...

    Parabéns por esse talento extraordinário!!!

    SEU BLOG MERECE ESTAR ENTRE OS MELHORES...

    BJS!!!!

    ResponderExcluir
  31. :O pequeno mas profundo, gosto de poesia escrita assim :*

    ResponderExcluir
  32. Porem, como não podemos dar uns tapas a todos os que querem o nosso sangue, ele se leva os meus. (tapas, obvio)

    Um abrazo

    ResponderExcluir
  33. Ah... Poderia continuar! Adorei esses microcontos. Parabéns.

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails