sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

CAIXA-POSTAL

caixa-postal*
Herculano Neto

o meu amor é uma carta que voltou
mas o meu ódio tem endereço certo


(*POEMA PUBLICADO ORIGINALMENTE EM 1999, NO FANZINE “MÃOS MORTAS”, ANTES DE INTEGRAR A ANTOLOGIA “OS OUTROS POEMAS DE QUE FALEI”, PRÊMIO BANCO CAPITAL DE LITERATURA, EM 2004.)


20 comentários:

  1. Se foi uma carta que voltou, temos que dar outra chance e envia la de volta....um forte abraço amigo e um belo final de semana.

    ResponderExcluir
  2. Amei esse poema,
    impactante.

    Vou levá-lo comigo,
    mas com os devidos créditos.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Há,sempre o ódio tem endereço certo!

    ResponderExcluir
  4. Herculano,
    desculpe mas preciso complementar ;)

    Eu enviaria a carta de novo, mas para outro endereço. Até o amor cansa e desiste das novas chances...

    E sei bem onde mora o ódio, ele é vizinho da paixão, essa ingrata.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Se o amor é uma carta que voltou, leve você mesmo e a entregue em mãos.
    Bjos meus...

    ResponderExcluir
  6. A esperança é cheia de confiança. É algo maravilhoso e belo, uma lâmpada iluminada em nosso coração. É o motor da vida. É uma luz no direção do futuro."(Conrad de Meester).

    Abra a tua janela iluminada e cheia de beleza. SÊ FELIZ!

    Olhe sempre pela janela quando alguma porta se fechar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Amor só rima com dor meu amigo... Aí a pessoa vai ler Paulo Coelho e sai achando que tudo é "lenda pessoal".

    ResponderExcluir
  8. Bacanas as definições de amor e ódio.
    Herculano, vou enviar por e-mail, tá?

    ResponderExcluir
  9. Às vezes as dores se inscrevem na pele, o amor tem asas e é rebelde.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Herculano,
    Lí seu livro em casa de Roberto Mendes, autografado para ele. Tive vontade de lhe pedir pra trazê-lo comigo pra Valadares, Minas, mas mineiro é meio muito tímido demais.
    Mas Faz de Conta que eu o trouxe...

    Admiro muito seu traço,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  11. A vida é assim, há pessoas que recusam o amor, dando lugar ao ódio!
    Que pena!

    Olá, Herculano, adorei o poema!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. a franqueza da sua poesia é avassaladora.

    ResponderExcluir
  13. Amigo Herculano,o paradoxo do paradoxo de dois sentimentos,fundo, muito fundo...Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Ainda bem que o ódio tem endereço certo.

    ResponderExcluir
  15. Uma frase curta, mas de grande efeito. Sem dúvida, é produto do seu olhar apurado de poeta.

    "Escritor: não somente uma certa maneira especial de ver as coisas, senão também uma impossibilidade de as ver de qualquer outra maneira."
    (Carlos Drummond de Andrade)

    ResponderExcluir
  16. Todo poeta tem uma maneira especial e única de OLHAR.

    Sem imitações.


    Perfeito.

    ResponderExcluir
  17. Lírica seca e contundente. Diz tudo em pouco

    ResponderExcluir
  18. Muito bom. Mais até: genial.
    Grande abraço

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails