segunda-feira, 5 de outubro de 2009

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FAÇO DO MEU BLOG PÁGINA DE DIÁRIO


Dizem por aí que ando sumido, que não telefono sequer para dizer que não vou – não sei, talvez seja verdade. Outro dia alguém perguntou como eu estava, meio intolerante respondi para ir ao meu blog. Fui deselegante não pela pergunta, aparentemente trivial, mas pelo tom maligno da voz, cheia de veneno e cinismo (impossíveis de reproduzir aqui). Resolvi então dar uma passada por meu blog para saber como eu estava, porém não encontrei nenhuma resposta fácil. Se a pessoa realmente seguiu meu conselho ficou ainda mais confusa. Já tive uma urgência muito grande, uma necessidade de transformar, de estar em todos os lugares, hoje não carrego mais utopias (meus herois morreram de overdose e meus sonhos na mesa do bar). Só quero cultivar minha paciência, regar meu bonsai toda manhã, adormecer escutando Céu no gramado do Dique do Tororó e vez ou outra pedir um conhaque de alcatrão com limão e mel pra aquecer a madrugada. “Sim, o que me importa nesse instante é esse não me importar constante” – como dizia um velho roqueiro baiano. Para quem interessar não estou longe, estou mais perto do que possam imaginar. O que eu busco não é a distância, é o encontro; mesmo que para isso eu precise hibernar.

11 comentários:

  1. [Saudações literárias a ti também]

    Belo blog.
    Prazer em conhecê-lo!
    Será um prazer andar por aqui.

    [BeejO]

    ResponderExcluir
  2. Tempos de hibernar ao som de Céu e regando bonsai. Todos precisamos desse tempo de encontro conosco. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Para quem escreve, meu caro, hibernar é essencial. As pessoas não entendem isso. Paciência. E sim, a única cobrança que te faço é não dar sumiço no teu blog.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo Herculano, muitas vezes não sacam a diferença entre solitude e solidão,meus dias vãos...Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Boas palavras Herculano, gostei daqui!

    ResponderExcluir
  6. E eu, entre uma e outra dose de licor, tento adoçar a tal solitude, que insistem em confundi-la com solidão. Entre versos, contos...o importante é não nos perder de nos mesmos. Beijos e parabéns por seu trabalho MARAVILHOSO!

    ResponderExcluir
  7. Olá Herculano.
    Gosto do "time" das histórias por aqui contadas, dos temas tb,rsrsrs
    É inusitado, bem criativo. Já começa perguntando... Quem pergunta... Aceita perguntas?rsrsrs
    Vi um estranho e belo filme "Incêndios", canadense,se puder comentar.
    Um abraço
    Maysa

    ResponderExcluir
  8. Adoro qualquer coisa que você escreve!rsrsSeja "página de diário" ou não. Um abraço!

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails