quinta-feira, 5 de março de 2009

CADÊ A DALILA, MORAL?

Não sou um misantropo que assiste à vida e à banda passar, mas é quase impossível manter-se indiferente (com dificuldade apenas a pose) ao carnaval. Moro em Salvador praticamente no intitulado “circuito da folia” e se pela tv é um belo espetáculo é porque não há cheiros nem insegurança. Pouco me convence aqueles que dizem que vão para a avenida em busca de bocas ansiosas ou as teorias apaixonadas e antropofágicas do senhor Caetano Veloso. Carnaval para mim não passa de mais um feriado. Durante os festejos ouvi à revelia, e sem reclamar, Ivete Sangalo e sua Dalila incessantemente, e não adianta argumentar que música de carnaval é somente mera diversão no melhor estilo “eu me remexo muito” de Madasgacar - meu bom senso não costuma requebrar. No entanto o carnaval já terminou e continuo ouvindo Dalila por todo lado: de nome de recém-nascido a batismo de virose. Um amigo me disse numa conversa de bar que Dalila era gíria para droga e que “vá buscar Dalila ligeiro” nada mais era do que o sujeito na bruxa mandando alguém fazer um avião. Sei que conversa de bar não se leva pra casa, porém na última semana ao ouvir no ônibus um indivíduo mais do que mal encarado perguntar para outro idem “cadê a dalila, moral?” já não estou bem certo.

8 comentários:

  1. "meu bom senso não costuma requebrar" - Ainda não conhecia seu espaço; confesso que gostei do que vi por aqui (como não poderia deixar de ser). Sua inteligência inflexivel e mordaz muito estimula meus tico-e-tecos embalados por Dalila (ligeroooo)- risos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. É meu velho essa porra dessa Dalila está tirando nossa paz na pacata e tranquila Santo Amaro

    ResponderExcluir
  3. Melhor se fosse: "vá busca Jack Ligeiro!" hahahah ...Aprendo muito contigo! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Amigo aqui eu li!!! Acredite a primeira vez que senti cheiro de maconha foi aos 33 anos, eu falei "Nossa! quem será que esta queimando mato neste prédio?" Meu marido beliscou o meu braço de leve e fez CccHhhhhiiiii (para eu ficar quiétinha) Amigo, hoje em dia "é tudo normal" Dalilas e Sansões!!!! Parabéns... Beijo da nuvem.

    ResponderExcluir
  5. Procurar moral em ivete é como procurar agulha num palheiro!! Abcs!!

    ResponderExcluir
  6. Blogueando e aprendendo. Vou prestar mais atençao à música pois para mim é novidade, já que não gosto dela e portanto não presto atenção à música.Mas, sempre existe alguma mensagem dúbia nessas letras e sinceramente nunca achei muito pé ou cabeça nessa letra da Dalila.
    Boa postagem!

    ResponderExcluir
  7. "No entanto o carnaval já terminou e continuo ouvindo Dalila por todo lado: de nome de recém-nascido a batismo de virose." Hahahahaha, que ótimo! Digo, ótimo entre aspas, porque de ótimo, isso não tem é nada! Adorei essa postagem, o seu humor, o seu ponto de vista sobre o carnaval, que é muito parecido com o meu. Que bom que o seu bom senso não costuma requebrar; o meu também não. :) Beijos!

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails